Quadrim Entrevista - André Caliman

You are here: Home » Quadrim Entrevista » Quadrim Entrevista – André Caliman

Mais um dia e mais um Quadrim Entrevista, #TropaQuadrimcast! Hoje o entrevistado é um velho conhecido da galera da Quadrim, pois acompanhamos seu começo na Quadrinhópole e agora ele conseguiu financiamento para sua obra Revolta! no Catarse! Veja o nosso bate-papo com ANDRÉ CALIMAN!

Quadrim: André, a pergunta básica que fazemos aos entrevistados: como você começou a ler quadrinhos? Quais são seus artistas, personagens, histórias preferidas?

Comecei lendo uma coleção antiga que meu pai tinha do Príncipe Valente. Descobri ela na mudança de São Paulo pra Curitiba. E ali, por uma razão que não sei explicar, decidi que era exatamente aquilo que queria fazer como trabalho. Ainda hoje o Hal Foster é meu desenhista preferido.

Nunca fui fã de super heróis. Gosto de algumas coisas, mas leio bastante quadrinho brasileiro e europeu. Citando outro clássico, gosto de tudo que o Flavio Colin desenhou. Gosto muito dos autores nacionais atuais, como André Diniz, Danilo Beyruth, Mutarelli, Lélis.

Quadrim: Nós da Quadrim conhecemos primeiro o seu trabalho na revista Quadrinhópole, onde você fazia parceria com nosso amigo Leonardo Melo. Como surgiu essa parceria?

Nos reunimos em 2006 e produzimos algumas histórias curtas que deram corpo à revista Quadrinhópole, que foi a primeira publicação de todos que participaram. E por isso, foi uma experiência muito enriquecedora. Lançamos vários números e fomos progredindo artisticamente. A Quadrinhópole nos rendeu boas histórias, dentro e fora da revista.

Quadrinhopole_capa

Quadrim: A edição 4 da Quadrinhópole foi a vencedora do HQMix de 2008 na categoria Publicação independente de grupo. Como é a sensação de ganhar um HQMix?

Veio rápido com a Quadrinhópole e foi incrível. Nós nos esforçávamos muito para continuar lançando os novos números da revista e o prêmio nos deu um fôlego naquela época conturbada. E a sensação de estar sendo reconhecido te faz querer ser melhor. Produzir coisas diferentes. E foi o que aconteceu.

Quadrim: Além da QD, você também já lançou outras HQs, como “Rua” e “Avenida”. No que eles diferem dos seus trabalhos na Quadrinhópole?

São trabalhos que fiz sozinho, cuidando de tudo. Roteiro, desenhos, edição. Depois de trabalhar tanto em grupo, eu precisava fazer minhas próprias revistas. A Quadrinhópole era um amontoado de idéias. Com as revistas que fiz sozinho eu podia pensar melhor na temática, na revista como um todo. E elas serviram também como um trampolim para eu começar uma HQ longa onde eu escrevo e desenho, que é o caso da “Revolta!”

Rua

Rua

Quadrim: Você nasceu em São Paulo mas mora em Curitiba. Qual a sua visão sobre o mercado de quadrinhos em Curitiba? O quanto a Gibicon de 2012 ajudou a fomentar o mercado?

Curitiba tem uma longa história com quadrinhos. Teve seus altos e baixos e agora sinto que está grande novamente. A Gibicon fortaleceu bastante o cenário e deu a oportunidade dos leitores daqui conhecerem seus autores.

Quadrim: E agora você lançou com sucesso no Catarse o projeto Revolta!, que trata de alguns amigos que resolvem “fazer justiça na política com as próprias mãos”. De onde surgiu a ideia para essa obra?

Em Outubro de 2012, quando eu publiquei o primeiro capítulo no blog, nós não estávamos vivendo essa rotina de manifestações populares. Era quase o contrário. As pessoas estavam quietas demais. E em conversas de bar, surgiu a idéia de um grupo de pessoas revoltadas que desafiassem os corruptos que invadiam o noticiário com suas malas de dinheiro e conversas grampeadas. Também queria que se passasse em Curitiba, e com personagens que representassem o pessoal daqui. Por isso me baseei em meus próprios amigos.

Queria fazer uma HQ que extravasasse esse sentimento de revolta que todos nós temos quando vemos uma notícia de corrupção. Uma história em quadrinhos não abordasse a revolta política apenas pela visão humorística, mas também pela visão dramática.

Quadrim: Revolta! começou como uma webcomic em 2012. Alguns meses depois, tivemos as grandes manifestações em Junho e Julho de 2013. Pode-se dizer que Revolta! exterioriza um sentimento que estava adormecido nos brasileiros?

Essa foi exatamente a resposta que eu recebi do público, por isso fiquei muito entusiasmado em continuar a HQ e incluir os novos acontecimentos no roteiro. Vi que a HQ estava acompanhando a atualidade e a forma de pensar das pessoas. E de repente não era mais eu quem estava pegando a realidade e alterando-a nos meus quadrinhos. Com as manifestações de Junho, a realidade passou a alterar os meus quadrinhos e os meus personagens.

Eu nem me sinto dono da idéia, pois realmente acho que é algo que estava no inconsciente, ou melhor, consciente coletivo.

Andre_Caliman_pagina

Quadrim: Por fim, deixe seu recado para os leitores que contribuíram e praqueles que se interessaram em comprar…

A campanha no Catarse já terminou e alcançamos a meta, ou seja, o livro do “Revolta!” já foi financiado por seus próprios leitores e será publicado em dezembro deste ano. Mas gostaria de mostrar aos leitores da Quadrim o blog, onde há grande parte da HQ publicada. E se gostarem, a compra antecipada ainda pode ser feita:

http://revoltahq.blogspot.com.br/p/pre-compra.html

Gostaria de agradecer mais uma vez os apoiadores do catarse e convidar esses novos leitores a se juntarem a essa turma de Revoltados.

Obrigado.

Você também pode gostar de:
Equipe Quadrim

Nerds e Apaixonados por cinema, séries de TV, animação, games e, especialmente, quadrinhos; os membros da Quadrim se reúnem aqui pra dar sua opinião, mesmo sem ninguém pedir, sobre todos os assuntos que fazem parte desse maravilhoso mundo.

Facebook Twitter 

Comentários

comentários


Esse espaço é destinado aos visitantes da Quadrim para interagir entre si e com os membros da equipe. Não é necessário realizar login, basta informar nome e e-mail. Pedimos a todos que se expressem com respeito e cordialidade, evitando ofensas gratuitas e palavras de baixo calão.

A Quadrim não se responsabiliza pelas opiniões postadas nesse espaço por seus visitantes, mas solicita a todos que se utilizem de sua liberdade de expressão com a devida atenção às regras normais de convívio social. Os comentários estão sujeitos a moderação no caso de descumprimento dessas instruções.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Breve no Quadrimcast!

Konami Easter Egg by Adrian3.com